Pessoas com deficiência reivindicam transporte especial

Matheus Luca, de 17 anos de idade, está no 1° ano do ensino médio. Ele tem paralisia cerebral e depende de uma locomoção especial para ir até o colégio. Muitos de seus colegas, que também possuem deficiência, enfrentam dificuldades para irem até a Escola Estadual Leopoldo de Miranda, no bairro Santo Antônio, em Belo Horizonte. Isso porque não dispõem de transporte adaptado às suas necessidades, como denunciou a mãe de Matheus, Janine Cristina, na tarde desta terça-feira (17/4/18), na Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Segundo a mãe do adolescente,  o adolescente continua indo à escola em carro particular alugado pela família. “A vida inteira ele amou ir para a escola, mas agora ele está tendo dificuldade”, afirmou Janine Cristina.

A assessora de Educação Especial da Secretaria de Estado de Educação, Wilma Oliveira, endossou a preocupação de Janine. Em sua fala, ela manifestou preocupação com os centros de educação especial, que já foram 46 e hoje são 23 em Minas. Wilma, que foi diretora do primeiro centro, cobra ampliação do quadro de profissionais capacitados para atender as pessoas com deficiência, como psicólogos e fonoaudiólogos. “Não podemos deixar que a sociedade não dê valor a essas pessoas”, afirmou.

Ela ainda solicitou ao presidente da comissão, deputado Duarte Bechir (PSD), uma conversa com o secretário de Educação, Wieland Silberschneider, para discutirem a questão do transporte especial. O parlamentar manifestou preocupação e se dispôs a acatar o pedido de Wilma. “Se há algo que podemos fazer na vida é servir ao semelhante, sobretudo na condição de parlamentar”, destacou.

Debates – Foram aprovados requerimentos, sendo três de autoria do presidente da comissão e um do deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB).

O primeiro de Duarte Bechir pede que a ALMG realize reunião com convidados, com a participação da Comissão de Saúde, para debater “as formas e condições de tratamento dispensadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em favor das pessoas com deficiência que apresentam a denominada bexiga neurogênica, bem como conhecer as opções e instrumentos de tratamento disponíveis”.

Com o segundo o deputado quer discutir em audiência pública os programas e ações de qualificação profissional para as pessoas com deficiência. Já o terceiro requerimento se destina à realização de um debate sobre a oferta do serviço do Centro de Referência para pessoas com deficiência.

Por último, Dalmo Ribeiro Silva pede audiência pública com a finalidade de discutir a implementação de medidas para a adaptação e reabilitação de pessoas que se tornaram deficientes em decorrência de acidentes de trânsito.

Deixe sua Resposta

Seu email não pode ser enviado

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support

Powered by Dragonballsuper Youtube Download animeshow